03
Dez 11

 

 

Quem serão os participantes do meu estudo? Como serão selecionados?

 

Os participantes do estudo (inquérito por questionário) serão, essencialmente, pessoas que estão inseridas no mercado de trabalho ou desempregados recentes (menos de 2 anos). Estas pessoas integram colaboradores da classe operária, quadros intermédios e quadros superiores (chefias e direção). Pretende-se ainda entrevistar um advogado da área da legislação laboral com o objetivo de perceber se legalmente as informações publicadas no Facebook são de natureza pública ou privada e se podem ser usadas em prejuízo dos trabalhadores.
 
A amostra do inquérito por questionário abrangerá  cerca de 50  participantes, selecionados  por conveniência através de um grupo de amigos, colegas, conhecidos e amigos de amigos. O advogado (inquérito por entrevista) será selecionado também por conveniência.

 

> Que dados necessito para o meu estudo, em função das minhas questões de investigação/ modelo de análise?

Os dados necessários para o estudo envolvem , por um lado, o conhecimento da utilização que os trabalhadores fazem do Facebook: que amigos (colegas/ chefias na rede), que publicações, que preocupações de publicação na rede, que definições de privacidade, que frequência... Por outro lado, pretende-se perceber que influência têm os comportamentos online na percepção do outro. Ainda, como complemento, será necessário perceber como estes comportamentos online podem ser usados legalmente e se a informação publicada no Facebook será considerada de natureza pública ou privada para efeitos jurídicos.

 

> Como vou recolher os dados para o meu estudo? Que instrumentos preciso de adaptar/ criar/ validar e aplicar?

Os dados serão recolhidos através da aplicação de um inquérito por questionário e inquérito por entrevista. O inquérito por questionário será aplicado a uma amostra de cerca de 50 trabalhadores ativos  ou desempregados recentes.  Ainda está por definir se o questionário a aplicar a colaboradores será diferente ou não do  questionário a aplicar a chefias e direção de empresas.
O inquérito por entrevista será aplicado a um advogado da área da legislação laboral.

 


comentários:
Olá, tudo bem?
O teu trabalho chamou-me a atenção porque tenho empresas que começaram a usar o Google + e algumas já usavam o Facebook e tem algumas preocupações em relação a isso.
Será que podemos falar?

emanuel.barros@teclaoption.com
emanuel-barros a 7 de Dezembro de 2011 às 02:15

Boa noite,
Antes de mais agradeço o comentário e peço desculpa por só estar a responder agora. O meu estudo está a ser realizado no âmbito de um Mestrado e ainda está numa fase muito inicial, no entanto, terei todo o gosto em esclarecer alguma questão ou falarmos mais para a frente, numa fase mais avançada da investigação.

Catarina.
Catarina Melo a 3 de Janeiro de 2012 às 22:52

Dezembro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO